terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Passeando por São Miguel - dez.2017

Tem chovido, mas a temperatura está tão boa,
que até tenho sentido calor!
Já choveu torrencialmente e trovejou, de noite,
mas os dias têm-se apresentado com algumas abertas.
O céu, esse nunca se apresenta sem nuvens aqui onde estou.
 Hoje não se via a Barrosa e desconfio que, até me ir embora,
não a verei, nem irei à minha Lagoa do Fogo!
O céu estava cinzento, com muitas nuvens,
mas os campos são verdes, as pastagens são verdes, tudo é verde,
em várias tonalidades, por isso
 a minha ilha de São Miguel é a chamada Ilha Verde! 
E porque chove muito, a água corre em muitos espaços.
Demos um passeio e fomos ver recantos já conhecidos,
mas que sempre nos encantam.
Hoje mostro aonde fomos, subindo um caminho para o interior,
ali na encosta perto da Lagoa do Fogo.
 No regresso e junto ao mar o sol brilhava
 e eu fui apanhada em flagrante nos minutos da vitamina D!
Venham visitar a minha terra: nesta época chove muito
e noutras épocas também... 
mas é muito bonita e aqui não irão sentir frio!...
UM ABRAÇO


13 comentários:

  1. As águas das fotos são uma maravilha, não conhecia construção semelhante, parece feito pela Natureza, a natureza feita pelo Homem. ;)
    Lugar bonito.
    bj

    ResponderEliminar
  2. Que bom que o tempo está permitindo belos passeios assim!Lindas fotos! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Que saudades eu tenho de São Miguel! A ilha pela qual me apaixonei e encantei com os seus prados verdejantes e vacas felizes.
    Um grande beijinho Teresinha
    Obrigada por mais este post maravilhoso

    ResponderEliminar
  4. Bom dia, Teresinha!
    Adorei essas paisagens! Aí vive-se bem, vive-se devagar. É lindo!
    Tenho imensa vontade de voltar aos Açores. Em 2018 será.
    A menina está linda, nessa pose relaxada.
    Muitos beijinhos da Nina

    ResponderEliminar
  5. Teresinha adorei a viagem atraves de suas fotos, um lugar com tanto verde assim so pode ser demasiado bonito. Dia desse fui arrumar minha gaveta de guardanapos e encontrei a sua prenda linda la, aquele guardanapo com bico de crochê vermelho, com um bordado sobre sua terra, eu nao tive coragem de coloca-lo em uso ainda, mas as pegas essas não saem das mãos.... bjucas querida

    ResponderEliminar
  6. Que linda ilha a tua! E tu estás mto bem apanhando sol. Lindas fotos!

    Boas Festas e Feliz Ano Novo,

    ResponderEliminar
  7. Uma ilha linda que espero visitar um dia!!!
    Bj e belos olhares

    ResponderEliminar
  8. Que bom encontrar comentário seu lá no Blog. Obrigada pela "visita".
    Não era "almoço tropical".
    Era "Café Colonial".
    Então tem café, suco, vários tipos de pães, bolo, queijo e presunto.
    Sempre faço para reunir a família.

    Sim, o presente da Nina é muito bonito. Muito colorido e enfeitou a mesa.

    Aqui, 08 de dezembro é dia de N.S. da Conceição.
    Mas é um feriado só na minha cidade.

    As fotos de sua ilha são lindas.
    Bem que gostaria de conhece-la.

    ResponderEliminar
  9. A única terra portuguesa que nunca visitei.
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Boas festas, amiga, rodeada da família e "netinho'... rss
    As fotos são lindas, lugar de paz.
    Um beijo, paz e amor!

    ResponderEliminar
  11. Terezinha, vim aqui lhe desejar um feliz 2018 para você e sua família! Lindas as fotos, o verde do seu país. Aqui também na minha terra é assim, verde por todos os lados. Quando digo minha terra, pois o Brasil é imenso, diversas culturas, clima...falo do Estado de São Paulo, uma terra maravilhosa, onde tudo se planta dá. Estou em férias, passeando, admirando meus verdes, meus mares, minhas montanhas, minhas gentes. Amo meu país. Beijos

    ResponderEliminar
  12. Terezinha, muito obrigada pelo comentário. É assim mesmo, hoje ocupamos o papel da nossa mãe. Eu sempre faço questão de manter a família unida em volta da mesa - coisa difícil nos dias de hoje. Depois que a filha mais velha saiu para estudar fora, fica um vaco, um buraco na mesa. A mais nova tem seu tempo e raramente quer fazer tudo junto. Às vezes tenho que ser até radical e pegar o chinelo, acredita?
    Observo que o povo português tem as tradições de juntar a família - vejo pelos que conheço aqui no Brasil, sempre com a família unida. Sempre tão trabalhadores e honestos. Ontem diz à Nina que, se fosse para escolher outro país para viver, certamente seria Portugal. O Portugal de vocês, Terezinha e Nina, que sempre falam tão bem do seu povo. Gosto disso. Beijos

    ResponderEliminar