quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Reaparecendo!


        ...um tanto esquecidos, andam os meus blogues!...ūüėĆ

     Vou ver se, este ano, utilizo mais algum do meu tempo com o que, h√° alguns anos, resolvi criar. Naquela altura pensei que seria mais f√°cil! Mas a verdade √© que nem sempre estou inspirada e, quando estou, o momento n√£o √© oportuno e n√£o posso sentar-me, como agora fiz, √† frente dum teclado! No sof√° √© mais f√°cil pegar no telem√≥vel, mas n√£o √© a mesma coisa... nem consigo fazer o que aqui fa√ßo.

     Este ano passou t√£o depressa! Apercebi-me disso quando fui comprar a nova agenda. A do ano passado tinha sido comprada o outro dia... est√° toda escrita... e esta j√° vai na segunda semana!
     O ano at√© correu (voou!) muito bem, se retirar uma ou duas cenas que me fizeram compreender que, na verdade, envelhecer √© muito dif√≠cil!... 
      Mas aqui vamos n√≥s... sempre em frente!...

      Na minha cozinha pende um l√°pis preso num fio e, ao lado, um bloco-notas, onde j√° eu tinha escrito "p√£o ralado". Ontem, quando ia acrescentar notas √† folha, vi que a minha neta tinha escrito por cima "Qual √© o p√£o que mais sofre?"... Ri-me quando vi como ela aproveitou a resposta do enigma! Fiquei  muito contente por ver que os meus netos, a par da irrequietude, tamb√©m herdaram do seu pai o bom humor e intelig√™ncia!

      Outros assuntos tarei para aqui, mas hoje fico com o sorriso deixado por tr√™s dos meus netos, na visita que fizeram aos av√≥s, no in√≠cio deste ano.

        Para todas as minhas amizades o meu desejo de 
Bom... Muito Bom 2020!
        Para a posteridade ficam as √ļltimas fotos de 2019... juntos h√° 50 anos!

UM ABRAÇO

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Bodas de Ouro

Durante a minha ausência da blogosfera, por aqui houve festa:
 Bodas de Ouro.
Quando me casei pensei se chegaria at√© aqui, n√£o que duvidasse de ficar casada tantos anos com o homem da minha vida, mas pela d√ļvida de chegarmos √† bonita idade de 70...
72 e 76, respetivamente!
Há 25 anos festejámos as Bodas de Prata ainda com tantos familiares que, agora, já não estão entre nós.
Nestes anos tanta coisa aconteceu: alguns faleceram, uns novos, outros velhinhos, resta-nos a mem√≥ria; a sa√ļde pregou-nos alguns sustos, felizmente, ultrapassados at√© agora!
Sinto o futuro mais perto... e a incerteza mais ampla!...


Atingida esta gloriosa meta, resta-nos assistir ao crescimento dos nossos netos e ver como os nossos filhos est√£o a ficar com cabelos prateados!
Mas a vida, apesar dos sobressaltos, ainda nos h√° de trazer 
mais alegrias e as for√ßas, ainda que mais fracas, n√£o ir√£o faltar. 
Ainda temos viagens para fazer e terras para conhecer!
O ritmo agora √© mais lento, 
mas a vontade de viver ainda se mantém forte!
Espero continuar a ter-vos por perto, aqui! 
Não dei a atenção devida a quem me acompanha, mas, retomada a rotina, irei visitar-vos sempre que puder.
 UM GRANDE ABRA√áO!

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Encontro com a Gracinha, na baixa de Coimbra

Hoje o dia convidou-nos para um passeio na baixa de Coimbra.
Logo ali perto de casa, vamos sempre a pé...
porque é a descer!
Passei na loja das l√£s (a minha perdi√ß√£o!) e abasteci-me 
para alguns ser√Ķes e algumas prendinhas!
Depois, numa das ruas estreitinhas encontrei a Gracinha,
amiga que conheci h√° alguns anos aqui na blogosfera,
por quem nutro uma amizade que começou por ser virtual,
mas logo se tornou real, por vivermos relativamente perto.
Convers√°mos alegremente e depois de nos despedirmos
 fomos apanhados, assim, pelos Olhares da Gracinha!
Trat√°mos de combinar um outro encontro para uma conversa
mais prolongada!
A Gracinha √© um doce de pessoa! 
Está entre as amigas que conheço há poucos anos
mas que me parece conhecer h√° muito mais tempo!
Visitem os seus blogues: s√£o muito interessantes e 
esta amiga, com os seus belos olhares,
leva-nos, em pormenor, a recantos muito lindos do nosso país.
 Disse a nossa amiga que tinha avistado um casaco colorido...
este, que realmente faz sucesso quando o levo à rua!
(olhem só como eu não sou nada vaidosa!)
Fazendo sol, se vierem a Coimbra, talvez me encontrem,
algures, nas ruas estreitinhas da baixa de Coimbra...
no comércio tradicional, que não troco por nenhum outro!...
Foi por aqui que j√° encontrei e conversei com pessoas 
que me reconheceram pela foto do perfil do blogue!
Fiquei contente! 
Realmente sou uma pessoa extrovertida, 
mas nunca pensei ser t√£o famosa!... ;)
Ah! Para casa viemos de autocarro... porque é a subir!...
UM ABRAÇO

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Encontro com São & Francisco nos Açores, em set./out. 2018

Esta publicação já devia ter sido feita!
Porém, nem sempre me dá aquela gana de fazer o prioritário
e neste caso isto era mesmo uma prioridade!
Foi o encontro com a nossa amiga S√£o
com quem j√° falei e acho que estou perdoada!
Nós já nos conhecíamos desde que fui ao Algarve
e a visitei em Loulé, onde nos recebeu em sua casa
com imensa simpatia e um soberbo Arroz Briani
muitíssimo bem cozinhado pelo marido.
Tínhamos combinado outros encontros depois deste,
só que, com enorme surpresa, soube que isso iria acontecer
nesta minha ida à minha terra natal!
Pelas fotos d√° para ver como foi t√£o agrad√°vel
esta passagem dos meus amigos pela minha ilha
e pela minha velhinha casa de família.
Traziam tudo programado, com alojamento e carro.
Para festejar um anivers√°rio, digamos que foi uma bela prenda
que o Francisco ofereceu à sua querida São!
Saímos para alguns passeios com o casal,
mostrando o que de mais bonito se pode ver em S√£o Miguel.
A chuva quis aparecer por entre alguns dias de sol,
mas, na memória, ficaram os lugares paradisíacos
aonde eles pretendem voltar.
A nossa amizade √© muito bonita! 
A São é uma pessoa muito extrovertida e alegre.
O marido mais calmo e muito simpático também.
Diria que nós os quatro nos entendemos mesmo bem!
Aqui comemos o célebre cozido feito nas Caldeiras,
no restaurante Tony's, que sempre nos agrada e recebe bem.
Referi, discretamente, que era o anivers√°rio da jovem senhora,
por isso, no final do almoço, trouxeram um bolinho com vela
que a S√£o apagou, entre aplausos, no final da c√©lebre m√ļsica
cantada por todas as pessoas que ali se encontravam.
Ofereci à minha amiga um fiozinho com uma pequenina
 pedra de basalto para que, ao us√°-la, 
se sinta em S√£o Miguel e recorde os bons momentos l√° vividos.


Tempo para a selfie dos casais:
Como o meu marido também fazia anos por aqueles dias
a S√£o ofereceu-nos estas toalhas bordadas, 
t√£o lindas... que fiquei de veras emocionada.
Quando as usarmos iremos lembrar-nos deste casal
que ficou no nosso coração!
UM ABRAÇO

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Passeando em São Miguel - Açores (set/out 2018)

H√° um m√™s que deixei aqui a √ļltima publica√ß√£o neste espa√ßo,
precisamente na véspera de embarcar para São Miguel.
Aqui estivemos com uma parte da família,
que optou por uma vida mais calma e saud√°vel,
onde, em Ponta Delgada, tudo fica perto da nossa casa
 e se chega caminhando em plano:
escolas, creche, jardins, mercearias, restaurantes, coliseu
 e at√© uma grande superf√≠cie.
A casa de família fica pertinho do mar e é com facilidade
que chegamos à zona balnear da cidade
e onde encontramos amigos que a frequentam todo o ano.
Ca√≠ram aguaceiros fortes e fez muito vento e trovoada, 
mas o sol brilhou em muitos dias
e aproveit√°mos para passear pelos lugares de sempre.
Repetimos os passeios e o que vemos é igual...
mas achamos sempre diferente!
Igual, sim, com paisagens deslumbrantes e desta vez.
apostei nas fotografias panor√Ęmicas:






Hoje, como há um mês, é véspera de embarcar,
agora de regresso √†s rotinas do lado leste do Atl√Ęntico,
onde outra parte da família também aguarda a nossa visita.
Vamo-nos repartindo por v√°rios lugares, 
um pé aqui... outro ali... férias de gente aposentada,
que anseia por estar com todos, mas est√£o todos espalhados
pelo norte, pelo centro e pelas ilhas!
E, desta vez, levamos connosco o meu irm√£o,
que gosta de matar saudades de Coimbra! 
Espero ter feito crescer em v√≥s a vontade de vir conhecer 
a minha linda ilha... no belo arquipélago dos Açores!
UM ABRAÇO

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Homenagem ao meu irm√£o Hugo

Em setembro de 2013 ainda fui a tempo de ver a homenagem
ao meu irm√£o Hugo, organizada por este querido amigo,
o poeta, escritor e pintor Vítor Meireles.
Foi em São Miguel, nos Açores.
Desde essa altura que quero mostrar-vos este evento,
mas só hoje, na véspera de embarcar para a minha Ilha,
é que surgiu esta oportunidade.
Nst!!! Oportunidade?!...
( palavra que encontrei, de momento, para justificar o meu desleixo!...)
Eu sei que o meu amigo, ainda primo, me vai desculpar!
Começo por algumas aguarelas pintadas pelo meu irmão Hugo.
Eu tenho reprodu√ß√Ķes fotogr√°ficas do tamanho das originais,
mas entretanto, fiquei surpreendida e imensamente contente
com a oferta destes originais, que, depois de pintados,
eram oferecidos ao amigo.
 Por isso e por muito mais... o Meireles √© um grande amigo!

 Olhando para estas obras do meu irm√£o pensei na alegria
que ele poderia ter tido ao saber que duas das sobrinhas-netas
 herdaram os seus genes: 
uma na E. Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha
e a outra na Fac. de Belas-Artes da Universidade do Porto.
Termino com um poema da autoria do meu irm√£o.
O t√≠tulo, provavelmente, "Quando eu voltar"... 
traduz claramente a esperan√ßa do jovem alferes que, 
ao escrever o poema,
aguardava o regresso aos braços da sua amada.
Mas isso n√£o se concretizou, infelizmente!
Pouco tempo depois
acabou por ser alvejado por um morteiro que, em Angola, 
a 11 de dezembro de 1966, o derrubou mortalmente
deixando tamb√©m ensanguentados os cora√ß√Ķes de quem o amava.

Amanh√£ viajo, de novo, para este lugar
onde n√£o vou encontrar o que h√° cinco anos encontrei.
De todas as vezes que l√° fui, a primeira foi um choque:
faltava a minha m√£e e a luz que irradiava...
e as estórias que me contava, dando-lhes um ar cor-de-rosa!

Mas irei abra√ßar outra gera√ß√£o que me fez crescer, de novo, 
a vontade de voltar a ser feliz lá também,
onde eu sei que, os que l√° vivem agora,
absorvem toda a magia da Casa de Família,
para eles um castelo... onde correm e brincam,
imaginando que os bisavós os observam e lhes sorriem...
 de algures... onde possam estar... na eternidade! 
UM ABRAÇO

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Encontro com a S√£o Esteves

H√° sete anos que nos conhecemos dos blogues.
H√° uns cinco anos, numa ida a Vila Real,
além de ir assistir (ao vivo!) às corridas de automóveis,
fui conhecer a S√£o, do blogue Agulhas Soltas,
com quem j√° mantinha uma chegada amizade virtual.
√Č uma jovem da idade dos meus filhos,
muito simp√°tica e muito habilidosa.
Veio a Quiaios, eu estava c√° e, claro,
pass√°mos um dia muito agrad√°vel.
As meninas est√£o umas mulherzinhas lindas!
O marido, que não tínhamos ainda conhecido,
√© tamb√©m muito simp√°tico. 
Da mesma área académica do meu marido,
ambos mantiveram conversa amig√°vel e interessante,
enquanto nós ambas, divertidas, também falámos de tudo!
 Para celebrar houve fotos: as minhas famosas selfies!!!

E este é o aspeto do mar de Quiaios...
quando o mar est√° sereno!
A √°gua tem estado a 20¬ļ e tem dado para mergulhar!
Não tenho vindo aqui com a frequência por mim desejada,
ainda n√£o completei as etapas da viagem do ano passado,
com os nossos amigos que, este ano, 
decidiram ir dançar o tango a Buenos Aires!
Viagem de 12 horas... tango... 
coisas que j√° fogem aos nossos planos!
Opt√°mos pelo descanso fresco na praia,
acompanhados de alguns netos,
fugindo ao calor intenso que tem feito em Coimbra.
UM ABRAÇO

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Dia da rainha Santa Isabel, padroeira de Coimbra

H√° muito tempo que eu n√£o aparecia aqui!
Venho hoje, neste dia feriado municipal,
mostrar-vos uma imagem diferente da habitual:
é uma peça que comprei há alguns anos e que representa,
de forma muito original,
a padroeira da cidade de Coimbra.
N√£o sou muito dada a estas coisas de imagens,
mas sinto uma grande simpatia pela Rainha Santa, 
sepultada numa urna de prata e cristal, 
na igreja de Santa Clara-a-Nova
Foi casada com o rei D. Dinis e a sua vida foi triste.
Vasta informação está aqui mesmo na net,
por isso irei mostrar só esta peça de que tanto gosto
e a quem acendo velas em horas especiais, sentindo que, 
de alguma forma que eu n√£o entendo, 
me protege!
 Foi uma rainha muito bondosa, protetora dos mais pobres, 
da√≠ ser sempre representada com flores no rega√ßo, 
flores que, reza a lenda, certa vez se transformaram em p√£es,
quando surpreendida pelo rei.
 Comprei esta pe√ßa que √© assinada pelo autor:
Sapateiro, um artista que tem outras obras belíssimas.
 Gosto muito da express√£o do rosto!
Em dia de ver√£o, cinzento e fresco, 
o meu feriado ir√° ser passado em casa!
Desejo um dia feliz a quem tiver passado por aqui.
UM ABRAÇO

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Passeando por S√£o Miguel - dez.2017

Tem chovido, mas a temperatura est√° t√£o boa,
que até tenho sentido calor!
J√° choveu torrencialmente e trovejou, de noite,
mas os dias têm-se apresentado com algumas abertas.
O céu, esse nunca se apresenta sem nuvens aqui onde estou.
 Hoje n√£o se via a Barrosa e desconfio que, at√© me ir embora,
não a verei, nem irei à minha Lagoa do Fogo!
O céu estava cinzento, com muitas nuvens,
mas os campos são verdes, as pastagens são verdes, tudo é verde,
em v√°rias tonalidades, por isso
 a minha ilha de S√£o Miguel √© a chamada Ilha Verde! 
E porque chove muito, a água corre em muitos espaços.
Demos um passeio e fomos ver recantos j√° conhecidos,
mas que sempre nos encantam.
Hoje mostro aonde fomos, subindo um caminho para o interior,
ali na encosta perto da Lagoa do Fogo.
 No regresso e junto ao mar o sol brilhava
 e eu fui apanhada em flagrante nos minutos da vitamina D!
Venham visitar a minha terra: nesta época chove muito
e noutras √©pocas tamb√©m... 
mas é muito bonita e aqui não irão sentir frio!...
UM ABRAÇO